domingo, 23 de maio de 2010

O significado das formas geométricas Parte II

O Ponto é a unidade gráfica mais simples em comunicação visual. Sua representação gráfica é obtida pela marca deixada através do simples contato de algum material (líquido ou sólido) com a superfície.

Tem formato arredondado e é de fácil reconhecimento por nosso cérebro que tem a tendência de simplificar qualquer forma, tentando transformá-la num ponto. Prova disso é que quanto mais nos distanciamos de um objeto (de qualquer formato) mais ele vai perdendo os detalhes até se tornar apenas um pontinho distante. Se levarmos em consideração esta tendência de nosso cérebro ao pensarmos em criar um logotipo, torna-se fácil perceber que quanto menor a quantidade de informação utilizada, mais fácil para que elas sejam retidas na mente do público. Os vários elementos de um logotipo podem até ajudá-lo a ser auto-explicativo, porém exigem mais esforço para serem memorizados.

Isso explica a tendência de simplificação observada em muitos logotipos durante sua evolução.
Tomemos como exemplo o logo da Nike, que inicialmente possuía o nome Nike em sua composição e atualmente, após vários processos de simplificação, utilizar apenas o elemento gráfico.

É evidente que para isso acontecer, houve um enorme trabalho de comunicação e marketing envolvido para manter o nível de recall da marca inalterado.

Então eu pergunto:
Você acha que um logotipo deve inicialmente conter todos os detalhes que possam ajudá-lo a ser melhor entendido, e depois, se for o caso, ser simplificado para facilitar a memorização da marca? Ou, ele já deve ser criado o mais simples possível e evitar o esforço e investimento de um processo de simplificação futuro, ainda que este esforço ocorra inicialmente para facilitar sua compreensão?
Deixe seu comentário, queremos saber sua opinião.